(71) 3340 1881 | 3341 1881 | 3378 2696

Monthly Archives: Janeiro 2017

O QUE FAZER EM JANEIRO E FEVEREIRO?

Por | Blog | Sem comentários

shutterstock_170925383Sem dúvida nenhuma, janeiro e fevereiro são meses letárgicos e sonolentos, onde a maioria das pessoas estará, em algum momento, de férias. A retração na demanda com relação a vendas e serviços oferecidos proporcionada por este bimestre representa um declínio expressivo para a grande maioria das empresas. Com certeza, é o pior período do ano para o comércio e para a indústria, que, na grande maioria das vezes, fica com um faturamento que deixa seriamente a desejar, muitas vezes não sendo nem mesmo o suficiente para pagar as despesas. É possível, no entanto, quebrar este paradigma, e ter nestes dois meses atípicos um faturamento relativamente razoável, ou similar aos demais meses do ano?

É possível, mas dentro de alguns limites. Existem exceções, mas a verdade é que para a grande maioria das empresas, janeiro e fevereiro jamais irá se equiparar aos demais meses do ano. Evidentemente, conquistar um faturamento decente nestes dois meses depende de uma série de variáveis, e muitas delas você não será capaz de controlar. Portanto, mesmo que você se esforce bastante, nem sempre seus esforços serão recompensados. Mas, ainda assim, é melhor do que ficar parado, contando o estoque, não é mesmo?

Uma coisa que ajuda algumas empresas neste período do ano é a prospecção de novos clientes, bem como de clientes inativos. O que pode ser feito de três maneiras: por e-mail, por telefone e presencial. E-mails raramente darão resultado – embora você não deva descartar de imediato esta possibilidade – mas definitivamente ligar para possíveis clientes, e agendar um horário para visita, sem dúvida nenhuma, costuma ser a melhor forma de se manter ocupado neste período do ano. Você preencherá a sua agenda com atividades profissionais, e, dependendo das circunstâncias, conseguirá abrir alguns novos clientes, além dos antigos que, por uma razão ou outra, deixaram de comprar de você. Ao menos, conseguirá solicitações para elaborar alguns orçamentos, que poderão eventualmente transformarem-se em pedidos, e serem negociados.

É claro que você deve ser realista. Na grande maioria das vezes, você entrará em contato com vinte e cinco possíveis clientes, será contatado para fazer seis orçamentos, e destes seis, dois – quando muito – serão efetivados de fato em um pedido. Não se sinta frustrado se, depois de fazer o melhor possível, o cliente desistir, e o negócio acabar não se concretizando. Lembre-se: você não controla as circunstâncias – ao menos, não todas elas –, e assim como você está se esforçando ao máximo para não fechar o mês no vermelho, seu prospectivo cliente provavelmente passa pelos mesmos desafios. Obviamente, quanto mais clientes você visitar, mais chances terá de vender. Mas não crie expectativas muito altas. Você sem dúvida nenhuma aumentará as suas chances, mas isso não quer dizer que resultados factuais serão obtidos. Ao menos, não imediatamente.

Como tudo na vida, não existe uma fórmula garantida para o seu sucesso no primeiro bimestre do ano. Embora seu esforço e perseverança contem muito, tenha em mente que você nem sempre conseguirá os resultados desejados. E isso de forma alguma significa que você é um incompetente, ou um fracassado. A paralisia gerada nos primeiros dois meses do ano jamais poderá ser plenamente revertida.

Lembre-se: ter iniciativa em abrir novos clientes, além de mantê-lo ocupado, expandirá suas possibilidades de sucesso. Se você se mantiver atarefado, estes dois meses, além de passarem rápido, poderão ser concluídos com relativo êxito. Mas nunca se sinta frustrado se suas metas não forem atingidas. O mercado é regido por uma série de fatores oscilantes e variáveis, dos quais nós, infelizmente, pouco ou nenhum controle temos.

Comece o ano no melhor escritório para o seu negócio. Conheça o EV Virtual!

Post extraído do: https://www.jornaldoempreendedor.com.br/destaques/gestao-empreendedorismo/o-que-fazer-em-janeiro-e-fevereiro/

RAZÕES PARA ACREDITAR: UMA CARTA AOS EMPREENDEDORES PARA 2017

Por | Blog | Sem comentários

2016 não foi um ano fácil, e não há muitos elementos para acreditar que 2017 será muito diferente. Mas é em cenários como esse que os empreendedores têm a chance de afirmar o seu papel transformador – e surpreender.

 shutterstock_494050801

Por que as Olimpíadas do Rio foram um sucesso? O economista Ricardo Amorim começou sua palestra no RD Summit, evento de marketing digital que aconteceu em novembro, com esse questionamento. Com certeza não foi porque tudo saiu perfeito. Mas sim porque todo mundo acreditava que seria um caos completo. E, quando a expectativa é baixa, o resultado pode surpreender. Para ele, essa metáfora é um bom jeito de explicar as oportunidades do Brasil para os próximos anos.

Apesar de o cenário político e econômico indicarem que a incerteza ainda será presente em 2017, o empreendedor não pode perder o ânimo: afinal, empreender é superar obstáculos tendo a incerteza como companheira.

VALE LEMBRAR: O AIRBNB E O UBER NASCERAM NO PIOR MOMENTO ECONÔMICO DOS EUA, A CRISE DE 2008.

Na Endeavor, trabalhamos há 16 anos para que os empreendedores sejam os protagonistas da transformação. Mas, enquanto alguns dizem que isso é tarefa impossível aqui no Brasil, nós já encontramos várias razões para acreditar.

Se em 2.000 a palavra empreendedorismo não existia nem no dicionário, hoje 3/4 da população afirmam que preferem o empreendedorismo a outras opções de carreira. E tem mais: praticamente quatro em cada dez brasileiros adultos já possuem um negócio ou estão envolvidos com a criação de uma empresa.

AS 35 MIL EMPRESAS DE ALTO CRESCIMENTO BRASILEIRAS (AS CHAMADAS SCALE-UPS) REPRESENTAM APENAS 1% DO TOTAL DE NEGÓCIOS DO PAÍS, MAS GERAM 60% DAS NOVAS VAGAS DE TRABALHO.

É claro que só a vontade não é suficiente para o empreendedor crescer. Apesar de 91% dos empreendedores brasileiros afirmarem que não se preparam para empreender, o número de interessados em conteúdos de capacitação está crescendo. Só o Portal Endeavor já conta com 35 mil empreendedores em cursos a distância neste ano, em temas que vão de liderança a finanças.

Na luta contra a burocracia, já existem exemplos que provam que é possível melhorar o ambiente de negócios das cidades brasileiras. Prova disso é o resultado do Projeto Simplificar em Porto Alegre. Se em 2015, a capital era a pior cidade para se abrir empresas no Brasil, em uma saga que levava até 432 dias, hoje, esse número caiu para 10 dias. E os aprendizados desse projeto já podem ser replicados em outras cidades do país.

Se você acredita que o empreendedorismo ainda está concentrado nos grandes centros urbanos, os números de 2016 provam o contrário. No Índice de Cidades Empreendedoras 2016, das 10 cidades que ocupam o topo do ranking, seis estão no interior, como Campinas, São José dos Campos e Joinville. Em 2015, eram apenas três.

Nas eleições municipais deste ano, mais de 50 candidatos a prefeito se comprometeram com os pleitos do movimento +Empreendedores +Empregos, que têm o objetivo de aproximar o poder público dos empreendedores e eliminar as barreiras que impedem os negócios de crescer. Dez desses candidatos foram eleitos ou reeleitos – agora é a hora de cobrá-los.

SE TEM UMA COISA QUE A CRISE SEMPRE NOS ENSINA É QUE É IMPOSSÍVEL ENTRAR E SAIR DELA SENDO A MESMA PESSOA.

Por isso, nos desafios que surgirem em 2017, cabe ao empreendedor assumir seu papel de protagonista, para além das paredes da sua própria empresa: criando novos negócios, crescendo com ética, gerando novos empregos, inovando e sonhando grande, sem esquecer de trazer com ele as pessoas ao seu redor – funcionários, fornecedores, clientes, parceiros e investidores.

Em 2017, dedique um tempo para mentorar outros empreendedores mais novos, contar sua história inspirando outras pessoas, investir em pequenos negócios com potencial de impacto ou mesmo usar a estrutura e os recursos que você tem na sua empresa para fortalecer o ecossistema empreendedor da sua cidade.

Em tempos de incerteza, precisamos estar juntos.

Feliz ano novo – com o lado cheio do copo!

Venha conhecer de quem maneira poderá ajudar-lhe em seus negócios. www.portalev.com.br

Leia mais em Endeavor @ https://endeavor.org.br/razoes-para-acreditar-uma-carta-aos-empreendedores-para-2017/