(71) 3340 1881 | 3341 1881 | 3378 2696

Todos as postagens de admin

COMO ESCOLHER A ATIVIDADE DO MEU NEGÓCIO?

Por | Blog | Sem comentários

Escolher a atividade do seu futuro negócio é, certamente, uma das etapas mais importantes na abertura da empresa. Essa escolha merece atenção redobrada, pois se divide em duas partes: a decisão da atividade e o registro adequado no momento da abertura.

 

 

 

 

Veremos, a seguir, quais fatores você deve levar em conta para escolher o seu ramo de atuação e como fazer o registro da sua atividade econômica!

Escolha o melhor ramo para você

Você tem o desejo de empreender e administrar um negócio próprio. Mas qual será a atividade que você exercerá? Existe um mundo de possibilidades para ser explorado, não é? Confira só os principais fatores que você pode levar em conta nessa decisão:

  • Conhecimento e habilidade

Imagine que a padaria do seu bairro tenha fechado e você note que poderia ser uma ótima oportunidade abrir uma nova padaria para suprir a demanda. Mas você não sabe nem os ingredientes que são utilizados para fazer um pão.

Mesmo com boas condições do mercado, talvez essa não seja a melhor opção, certo? O ideal é que você busque por atividades que já possui conhecimento e que você possua habilidades.

  • Capital disponível

Outro limitador é o capital disponível para investir no seu negócio. Existem algumas atividades que exigem um grande capital de investimento para a compra de máquinas e um grande espaço para operação.

Por outro lado, outras atividades de prestação de serviço exigem um pequeno investimento inicial – o que é ideal para quem não procura fazer investimentos de risco.

  • Paixão

Ao abrir um negócio próprio, você precisa ter em mente que a atividade escolhida vai passar a fazer parte da sua vida. Será preciso trabalhar com aquilo, pesquisar, estudar, estar sempre atualizado. Ou seja, pergunte-se se deseja mesmo trabalhar nesse ramo por vários anos.

  • Mercado e oportunidades

Outra questão a ser levada em conta é a condição do mercado. Será que existe demanda para comprar o produto ou serviço que você está ofertando? Por mais que você goste de uma atividade e tenha conhecimento sobre ela, se não há ninguém interessado em pagar, o negócio não funcionará.

Registrando a atividade econômica

Depois de escolher a atividade que a sua empresa desenvolverá, você precisa informar no momento do registro qual será essa atividade. Para que isso fique claro e organizado, existe a Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE.   ATIVIDADES PERMITIDAS EM ESCRITÓRIOS VIRTUAIS

  • O que é CNAE?

O CNAE é uma lista de códigos criada para identificar cada atividade econômica e facilitar o enquadramento nos órgãos de fiscalização. No momento do registro da empresa, é obrigatório que sejam informados os CNAEs de todas as atividades que essa empresa realizará.

Ou seja, comércio de vestuário, serviços de manutenção, produção de calçados, mercearia, padaria, produção de veículos. Cada uma dessas atividades possui um CNAE diferente, que a identifica de forma simples.

O CNAE determina uma série de informações muito importantes para fins tributários, como: impostos a serem pagos, obrigações acessórias e incentivos fiscais. Além disso, é pelo CNAE da empresa que variam algumas exigências, como as sanitárias e de segurança.

  • Implicações da escolha da atividade

É muito importante encontrar o CNAE correto referente à atividade que a sua empresa exercerá, pois um CNPJ com a atividade econômica errada pode resultar no pagamento errado de impostos, com alíquotas equivocadas.

Além disso, o CNAE influencia em outros aspectos, como a emissão de notas fiscais e a possibilidade de enquadramento dentro do Simples Nacional ou não. A consequência disso tudo pode vir na forma de penalidades, como multas.

 

Dúvidas de como abrir o seu negócio? Entre em contato conosco.

 

Load More
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.

EMPREENDEDORISMO FEMININO

Por | Blog | Sem comentários

No Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino (19), você conhece duas brasileiras que largaram tudo para rodar o mundo atrás de mulheres que criaram empresas de sucesso. Elas viajaram por 24 países e conheceram mais de 300 mulheres empreendedoras. No Brasil, as mulheres são mais empreendedoras que os homens e mostram, na reportagem do Fantástico, como uma boa ideia pode render um bom dinheiro.

Na Jordânia, elas criaram uma fábrica de cosméticos a base de leite de camelo; no Japão, fizeram uma empresa de viagem só para bicho de pelúcia; por aqui, a Maria de Fátima, que era pescadora, montou uma cooperativa de marisqueiros, e a Gabriela fez um aplicativo de transporte em que só mulheres entram no carro, desde a motorista até as passageiras.

Assistam a matéria completa em: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2017/11/brasileiras-rodam-o-mundo-atras-de-mulheres-donas-empresas-de-sucesso.html

 

NOTÍCIA JORNAL A TARDE – ROSANA MARQUES

Por | Blog | Sem comentários

 

Sem título-1

As mulheres atualmente são uma das maiores forças produtivas do país, também quando o assunto é criar e administrar o negócio próprio. Apesar da presença em número, as desigualdades entre os gêneros  também são visíveis  no empreendedorismo.

Pesquisa realizada em 2016 pelo Sebrae apontou que o Brasil tem mais de oito milhões de empreendedoras. No entanto, dados da  Serasa Experian revelam que a  desigualdade está no percentual de mulheres que são sócias ou lideram  grandes empresas, apenas  0,2%.  A maioria está concentrada em negócios de pequeno porte, cerca de  37%, em seguida em microempresas, com 36%, e MEIs, com 25%.

Para combater as desigualdades e premiar negócios de destaque, o Sebrae criou o Prêmio Mulher de Negócios, que na etapa baiana selecionou 19 finalistas e premiou, neste mês de agosto, negócios em três categorias: MEI, micro e pequenas empresas. As  finalistas mostram o desenvolvimento da gestão de empresas lideradas por mulheres no estado. Para serem finalistas, as inscritas precisam se adequar a 75% das exigências do Modelo de Excelência em Gestão.

Sociedade machista

Mesmo na liderança, as mulheres muitas vezes têm de enfrentar desafios da sociedade machista. Foi o caso de uma das finalistas do prêmio Sebrae na Bahia, a empresária Ana Paula Nascimento, da Manancial Extintores.

Começando com 21 anos na empresa familiar, que pertenceu primeiramente ao seu pai e do qual hoje é sócia, a empresária, formada em administração, sentiu no dia a dia que precisava provar duplamente o seu valor como profissional e líder em uma área predominantemente masculina, como o setor de segurança.

“Infelizmente quando pensamos na figura de empresários,  pensamos no sexo masculino. Um prêmio como esse vem para tirar a imagem e provar que as mulheres podem estar à frente. No meu caso,  com minha ajuda como gerente, as coisas evoluíram na empresa”, conta Ana Paula.

Pioneira em Salvador no que ficou recentemente conhecido como coworking, a empresária Rosana Barbosa, criadora do Escritório Virtual, empresa criada há 22 anos e que aluga salas para negócios iniciantes, conta que se inscreveu no prêmio para compartilhar a sua história de sucesso e valorizar o trabalho feito por mulheres. “Ainda vemos muita discriminação, mesmo assim, a mulher ocupa espaço em todas as áreas, não há mais mistério ou cenário que seja somente  masculino”, afirma.

Para a gestora estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, Andrelina Mendes, boa parte de trabalho do prêmio é ajudar, por meio do trabalho do Sebrae, as mulheres empreendedoras a desenvolverem o potencial que elas já têm em suas empresas. “A mulher é o ser mais corajoso da face da terra. Ela precisa abrir mão de várias coisas importantes  e  tidas como certas na sociedade  para acreditar que é capaz”, diz Andrelina.

5 PASSOS PARA SER MAIS PRODUTIVO HOJE.

Por | Empreendedorismo | Sem comentários

“Tempo é dinheiro” nunca fez tanto sentido — entenda como otimizá-lo nesta websérie inédita sobre produtividade.

Assinale as alternativas que se encaixam com sua realidade empreendedora:

  • Tenho pelo menos 30 e-mails não lidos na minha caixa de entrada
  • Só penso em ações de curto prazo — nada de médio ou longo
  • Já usei a frase “seria bom se ele(a) também participasse dessa reunião”
  • Já terminei uma conversa tendo que marcar outra, porque nada foi decidido
  • Às vezes quero encontrar uma informação mas não sei se ela está no e-mail, CRM, Skype, Hangouts, Slack, Whatsapp, Trello, Asana, no meu caderno de anotações ou no post-it que deixei em cima da mesa
  • Fico constantemente até as 21h ou 22h no escritório
  • Já fiz uma lista de tarefas e cheguei ao fim do dia sem ter riscado nenhuma delas
  • Minha agenda tem apenas compromissos que combinei com outras pessoas

Se você marcou pelo menos uma das afirmações acima, temos um alerta para você:

Dá pra ser mais produtivo.

A boa notícia é que você não está sozinho.

O trabalho é muito, as horas são poucas e gestão de tempo acaba se tornando um desafio duplo para o empreendedor, que precisa gerir a sua própria produtividade e a do seu time.

Quem dá as dicas é o Antonio Carlos Soares, Empreendedor Endeavor e cofundador do Runrun.it:

1. Controlar tempo é chato, perder dinheiro é muito mais

Só 39% do tempo dos profissionais é gasto com o que eles foram, efetivamente, contratados para fazer: o restante se perde em reuniões, e-mails, busca e consolidação de informações… grandes vilões da produtividade — sua e da sua empresa — quando mal geridas.

2. A reunião não precisa durar uma hora

Reuniões também são trabalho e não precisam significar perda de tempo. Mas, para torná-la mais produtivas, é preciso adotar algumas boas práticas. Veja quais mudanças você precisa fazer na sua empresa para ganhar, e não perder, tempo em reuniões.

3. Como gerir e-mails de forma eficiente

Qual foi a última vez que você viu sua caixa de e-mails zerada? Gerir as dezenas de mensagens que chegam todos os dias é um dos grandes desafios dos empreendedores. E, acredite, você gasta mais tempo com eles do que deveria.

4. Qual é a prioridade da sua empresa?

Tem tanta coisa pra fazer que ninguém sabe o que fazer primeiro. O urgente rouba o espaço do importante e aquela meta estabelecida no início do ano acaba empoeirada enquanto o time equilibra pratinhos. Soa familiar? Pois o exercício de priorização começa por você e por dizer alguns “nãos”.

5. Como se organizar melhor

É uma triste verdade: o dia só tem 24 horas e você pode usar bem menos que isso para tocar seu negócio. Às vezes parece que precisamos de mais tempo, mas é possível começar a arrumar a bagunça na sua agenda de forma simples, mesmo quando parece que não tem mais volta.

fonte:  https://endeavor.org.br/produtividade-5-passos-para-ser-mais-produtivo-hoje/

Seja mais produtivo também fazendo parte da Rede EV®, ligue agora para 71-3340-1881 e aproveite nossas promoções.

 

 

A CRISE COMO SINÔNIMO DE OPORTUNIDADE.

Por | Blog | Sem comentários

Um guia para sua empresa sair do comum e disparar na frente da concorrência em momentos de crise.

BlogImage

O tema “crise econômica” pode ser um pouco cansativo, mas ignorá-lo pode ser perigoso. Transforme este no momento perfeito para organizar a sua empresa e se destacar no mercado.

Crie o cenário ideal para sair do comum, se reinvente e faça melhor que os seus competidores. São em tempos de crise que muitas empresas acreditam estar no caminho certo, mas cometem falhas fatais para o negócio.

Não deixe que a falta de informação leve sua empresa ao declínio.

Aproveite as oportunidades e faça diferente, esta é a hora de mudar!

 

Baixe o nosso e-book agora gratuitamente e transforme a crise em oportunidade!

http://portalev.com.br/ebook-crise-como-sinonimo-de-oportunidade/