(71) 3340 1881 | 3341 1881 | 3378 2696

Category Archives: Sem categoria

EV® NA SEMANA DA CAPACITAÇÃO EMPRESARIAL

Por | Sem categoria | Sem comentários

O EV® marcou presença na Semana de Capacitação Empresarial oferecida pelo SEBRAE entre 21 e 26 de setembro, no Fiesta Convention Center, bairro do Itaigara, em Salvador. O evento, integra a programação do Movimento Compre do Pequeno Negócio e tem como objetivo alertar sobre a importância de consumir produtos e serviços das micro e pequenas empresas.

Durante os seis dias de palestras, cursos, clínicas tecnológicas e oficinas, os empresários foram capacitados para receber os clientes no Dia da Micro e Pequena Empresa, celebrado no dia 5 de outubro, data oficial da ação. No total, 24 mil vagas foram abertas em toda Bahia, distribuídas em mais de 50 municípios.

Foram abordados temas como: economia, empreendedorismo, finanças, gestão, inovação, legislação, liderança e-commerce, marketing e vendas. Em Salvador, profissionais como Gustavo Cerbasi, Paulo Storani e Gil Giardelli marcaram presença  como palestrantes.

Segundo informações do Sebrae o segmento de pequenos negócios no país representa mais de 95% do total de empresas brasileiras, 27% do PIB nacional e é responsável por 52% dos empregos com carteira assinada no Brasil, mais de 17 milhões de trabalhadores.

Anda mais capacitado, o EV® segue rumo a excelência, garantindo um alto nível de eficiência e qualidade dos serviços oferecidos aos seus clientes.

Faça parte da nossa rede, conheça o EV

Como continuar vendendo em tempos de crise

Por | Sem categoria | Sem comentários

Infelizmente, hoje vivemos uma situação de vacas magras. Porém, vale a pena lembrar que crises vêm e vão, mas seu negócio precisa continuar, independente do momento atual.

Por isso, separamos alguns itens essenciais para se ter em mente na hora de separar os homens dos meninos em momentos turbulentos como o que estamos vivendo.

Relacionamento com o cliente é um diferencial maior do que nunca
Em momentos apertados, é normal que os clientes revisem seus custos e cortem os que acharem que não são tão importantes assim.

Nessa hora, um bom relacionamento pode fazer a diferença tanto para reforçar a sua proposta de valor e mostrar o porquê do seu produto/serviço ser essencial, quanto para negociar opções caso realmente a situação esteja apertada para o seu cliente.

Nessa linha, vale a pena ressaltar que relacionamento não significa apenas empresas de serviços presenciais. Varejos e empresas na internet também pode manter um bom relacionamento com seus clientes através de estratégias de fidelização e bom atendimento.

Facilite a forma de pagamento
Indo mais a fundo na negociação com o cliente, é importante lembrar que uma opção viável é facilitar a forma de pagamento, seja através de parcelamentos ou adiamento do pagamento.

Por mais que eu seja extremamente a favor de que você receba sempre o quanto antes para ter liquidez (dinheiro na mão para fazer investimentos), é melhor perder um pouco no fluxo de caixa do que aumentar o risco de perder o cliente para sempre por causa de uma situação momentânea.

Controle próximo do seu fluxo de caixa
Como falamos no item anterior, a possível perda de clientes e renegociação dos pagamentos a receber faz com que sua necessidade de controle sobre o fluxo de caixa seja ainda mais importante.

Saber exatamente quanto você tem na mão, quanto está para entrar e não gastar dinheiro que não tem é mais do que uma recomendação, é praticamente um lema para quem quer sobreviver a essa situação.

Caso você não domine as técnicas de gestão financeira, se aproximar do seu contador ou outros empresários mais experientes é uma ótima opção para se fortalecer nessa área.

Planeje-se para quando a poeira baixar
Chegando aquele momento em que você vê a luz do fim do túnel, é a hora de se preparar para dar pulos ainda maiores na hora que a situação estiver mais tranquila.

Em termos práticos, isso significa saber muito bem onde você deve investir para continuar crescendo.

Momentos de crise fazem com que você separe o joio do trigo nos seus produtos, sua forma de vender e nos canais de aquisição de clientes. Essa reflexão forçada tem um lado bom, aumenta sua experiência e conhecimento sobre o negócio.

Para ir ainda mais longe, é essencial aplicar esse conhecimento e aprendizados no momento em que a crise começar a se afastar.

Clichê, mas verdadeiro: Crise traz muitas oportunidades
Existem diversos ditados populares referentes ao tema, como “Ou você reclama da tempestade ou vende guarda chuvas”, “Existem 2 tipos de pessoas, as que choram e as que vendem lenço”, e por aí vai.

Mas o ponto principal é: qualquer momento mais complicado te força a parar um pouquinho e analisar o que é realmente relevante pra você. Desde reavaliar o peso que você dá para um determinado produto/serviço no portfólio, até pessoas que perdem seus empregos, decidem empreender e começam a realizar seus sonhos através disso.

A moral principal da história é: o que não está sob seu controle, não adianta se preocupar. O que está sob seu controle, ao invés de se preocupar, aja em cima disso!

Especificamente para quem está interessado em aproveitar esse momento para começar algo do zero, recomendo bastante conferir a Fórmula de Lançamento.

Em termos práticos, a Fórmula de Lançamento é um treinamento de alta performance para quem deseja construir negócios digitais absolutamente do zero.

Fuja da Crise. Venha para o EV®!

 

Fonte: http://www.saiadolugar.com.br/estrategia/como-continuar-vendendo-em-tempos-de-crise/

Pedreiro se forma em Direito após pedalar 42 km por dia para estudar

Por | Sem categoria | Sem comentários

Mais de 40 anos e muitos desafios precisaram ser atravessados para que o pedreiro Joaquim Corsino realizasse seu sonho. Aos 63 anos de idade, vestido de beca e com chapéu de formando, ele recebeu, na noite desta quinta-feira (17), em Vitória, o seu diploma de graduação em Direito.

Quero ser delegado de polícia”

Joaquim Corsino, ex-pedreiro

Para realiza o sonho, o pedreiro Joaquim Corsino dos Santos pedalava, diariamente, entre Cariacica, onde mora, até Vitória, onde fica a faculdade de Direito em que ele estuda. A distância, cerca de 21 quilômetros entre um município e outro, não desanimou o estudante. “Quero ser delegado de polícia” disse

Nascido em Itaumirim, Minas Gerais, Joaquim chegou ao Espírito Santo aos 18 anos. Com mais de 20 concluiu um curso técnico em Administração.

Mas após não ser aprovado no vestibular de Ciências Contábeis da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em 1980, precisou deixar os livros para trabalhar. A partir de então, Joaquim começou a atuar como ajudante de   pedreiro e, mais tarde, como pedreiro.

Ainda assim, a vontade de estudar sempre esteve presente. Por isso, a cada parede erguida por Joaquim, parte do dinheiro ganhado era guardado. Além de construir sua casa, em Bandeirantes,Cariacica, o pedreiro juntou ao longo dos anos R$ 55 mil para os estudos.

“Eu sou um camarada que gosta das coisas honestas. Sempre quis fazer um curso de Direito para ajudar outras pessoas”, conta Joaquim, que em 2008 iniciou a graduação em uma faculdade privada. Quatro períodos foram concluídos, mas o pedreiro  teve que adiar o sonho por mais um tempo.

“Um amigo pediu R$ 4.500 emprestados e não pagou. Aí eu tive que parar a faculdade para juntar mais dinheiro para poder pagar o curso todo”, lembrou.

De Bicicleta
Em 2012, Joaquim retornou à graduação e não parou mais. Todos os dias ele fazia o trajeto de sua casa até a faculdade, em Vitória, com sua bicicleta em um percurso de 42 km.

E engana-se quem pensa que com o diploma a saga de superação de Joaquim chega ao fim. Os olhos do bacharel em Direito estão voltados para o futuro. Seu próximo objetivo é ser aprovado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Em seguida, pretende se tornar delegado. “Quando eu leio a Constituição no artigo quinto, que fala que todos têm direitos iguais, vejo que tem muita coisa boa nela e eu gostaria de contribuir para isso”.

* Com informações de Maíra Mendonça, do Jornal A Gazeta.

 

“Muitas coisas não ousamos empreender por parecerem difíceis; entretanto, são difíceis porque não ousamos empreendê-las.”
Séneca

 

Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2015/09/pedreiro-realiza-sonho-e-recebe-diploma-de-graduacao-em-direito.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1

 

6 maneiras de lidar com a crise

Por | Sem categoria | Sem comentários

O que significa crise? Crise, por definição, é um momento crítico em que se apresenta uma situação difícil, perigosa, que exige uma decisão para nos proteger dela (e que, em caso de insucesso, pode prejudicar gravemente nossos objetivos). É uma definição complexa, que merece ser melhor explorada:

1. Crise é causada por algo. Logo, ela pode ser prevista

Na imensa maioria das vezes, uma crise pode ser prevista. Um bom empreendedor tem que ser antenado. Tem que ficar ligado no que está acontecendo e perceber o humor das pessoas à sua volta, em especial de seus clientes, para tomar decisões de negócio baseadas nestas percepções.

Um bom empreendedor se alimenta de múltiplas fontes de informação e discute suas impressões com outras pessoas. Um bom empreendedor está aberto para o mundo e aprende todos os dias. Mais que isso, permite que o conhecimento novo mude sua forma de agir no mundo.

2. Crise é uma situação. Logo, ela tem começo, meio e fim

Toda crise tem um ciclo. Tem hora de reduzir, tem hora de investir. Tem hora de enfrentar, tem hora de correr. Quase sempre, quem percebe estes momentos antes dos outros leva vantagem.

3. Crise é difícil e perigosa. Logo, não dá para não fazer nada

Um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer em uma crise é, arrogantemente, achar que “nada mudou” e que a crise não tem impacto sobre o seu negócio. Provavelmente tem. E é importante entender qual é.

Muitas vezes o impacto não é direto, mas vem pela cadeia. É como dirigir na estrada – você tem que estar atento com o que está acontecendo vários carros adiante, se você quer realmente estar seguro. Se você ficar apenas olhando para o para-choque do carro na sua frente, pode ficar muito tarde para reagir…

4. Crise permite uma decisão para sair dela. Logo, tem saída

Em toda crise há uma decisão que pode ser tomada. Se não há uma decisão, não é crise, é uma tragédia. Não estamos falando de tragédias. Para tragédias, existem seguros – e algum dinheiro embaixo do colchão.

5. Cada um vive a crise de forma diferente. Logo, a saída é diferente

A forma como a crise afeta cada um é muito diferente. A minha crise é diferente da sua. Logo, elas podem começar e terminar em momentos diferentes, ser perigosas de formas diferentes e o que temos que fazer para sair dela pode ser MUITO diferente.

Um dos maiores erros que um empreendedor pode cometer em um momento de crise é “andar com a manada”.

6. Crise requer competências de crise

Para ter sucesso na crise e passar por ela de forma saudável, temos que ter algumas competências específicas:

Capacidade Analítica: temos que ser capazes de entender como a crise nos afeta especificamente. Ter atenção e capacidade analítica para entender quando ela vai começar, quanto tempo ela vai durar, entender se está melhorando ou piorando, etc.

Quanto mais formos capazes de antecipar o que vai acontecer, mais cedo poderemos tomar as decisões que nos permitirão sair da crise bem-sucedidos.

Imunidade: temos que ser capazes de ficar imunes ao mau humor que toma conta do ambiente. Há uma certa fala turbulenta e assustadora que alimenta e é alimentada pela mídia (é a oportunidade dela na crise!), mas que, no fundo, pode não fazer nenhum sentido para o nosso setor ou o nosso negócio em especial.

Quanto mais formos capazes de ficar frios e tranquilos, melhores serão nossas análises e nossas decisões. A crise bate mais forte nos covardes!

Agilidade: temos que ser capazes de tomar boas decisões e colocá-las em movimento rápido. A crise tem um tempo. O seu bolso também. Agir no tempo certo é essencial. Agir com inteligência também é essencial.

Só tem uma coisa que não funciona de jeito nenhum na crise – continuar fazendo o que você vinha fazendo antes da crise. Na crise você tem que fazer diferente. Você tem que inovar. Está esperando o que?

Reduza os seus custos, trazendo sua empresa para o EV® Virtual!

http://www.portalev.com.br

Fonte: http://exame.abril.com.br/pme/noticias/6-maneiras-de-lidar-com-a-crise

MAIS UMA PALESTRA DO PROJETO EV EMPREENDE NO DIA 12/08

Por | Sem categoria | Sem comentários
O EV Virtual promoveu na manhã do dia 12/08 mais uma Palestra do Projeto EV Empreende, desta vez em parceria com a Três Pontos Apresentações.
O tema foi “Apresentação Impactante – 15 Conceitos pra Reinventar suas Apresentações”, o palestrante Augusto Frazão, empolgou os participantes ao falar das novas técnicas e metodologias utilizadas para criação de apresentações inovadoras, impactantes e eficientes.
 Venha para o EV Virtual e participe da nossa Rede de Negócios!